terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

PNBEPH - Câmara Municipal de Amarante: Departamentos Municipais dão «parecer» sobre o EIA da Barragem de Fridão

PNBEPH - Câmara Municipal de Amarante
Departamentos Municipais dão «parecer» sobre o EIA da Barragem de Fridão

Na reunião da Câmara Municipal de Amarante de 8 de Fevereiro de 2010 o órgão executivo do Município apreciou e aprovou um parecer conjunto de Avaliação dos Impactes Ambientais contidos no Estudo de Impacte Ambiental (EIA) das duas barragens que a empresa eléctrica EDP, S.A. se propõe construir no designado «escalão de Fridão», emitido pelos Departamentos de Ambiente, Obras e Urbanismo, e subscrito pelos respectivos directores.
Tal como se depreende da leitura do documento, que foi produzido com o objectivo de ser remetido à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), o documento do EIA de Fridão colocado em «consulta pública» até ao próximo dia 15 de Fevereiro é muito superficial na abordagem dos impactes que o empreendimento terá em território de Amarante, que os técnicos classificam de «forte impacto negativo no troço entre as duas barragens» na «paisagem, salubridade e de utilização das margens», ainda sobre infraestruturas e equipamentos, entre os quais tem particular relevância o Centro de Estágio de Canoagem de Fridão recentemente acabado de construir com recurso a financiamentos comunitários.

Melhor do que tudo quanto se possa dizer é ler o documento que a seguir damos à estampa.

Directores dos Departamentos de Ambiente, Obras e Urbanismo (Câmara Municipal de Amarante) - 3 de Fevereiro de 2010
Aprovado na reunião de Câmara de 8 de Fevereiro de 2010

Sem comentários: