terça-feira, 15 de junho de 2010

Negócios da Bolsa: Iberdrola começou a vender acções da EDP em Maio do ano passado







Negócios da Bolsa
Iberdrola começou a vender acções da EDP em Maio do ano passado


Ignácio Galan - presidente da Iberdrola (D.R.)


A Iberdrola começou vender as acções que tem na EDP em Maio de 2009, mas só ontem anunciou a alienação da participação de 2,7% na eléctrica nacional, por 298 milhões de euros. Fonte oficial garantiu ao i que não há intenção de alienar mais capital da EDP este ano.

A Iberdrola ainda fica com 6,8% da Energias de Portugal, posição que qualifica como "cómoda" e que a mantém a maior accionista privada da eléctrica portuguesa. No entanto, a prazo, é natural que esta posição continue a ser diluída, já que a Iberdrola não tem acesso à administração da EDP, empresa com quem concorre directamente no mercado ibérico da energia. O presidente da Iberdrola, Ignácio Galan, disse no passado que as acções da EDP estavam no "congelador", mas que não tencionava vender com perdas.

A transacção revelada ontem foi feita gradualmente em mercado e em pequenos lotes desde Maio do ano passado, de forma a não ter impacto na desvalorização das acções da EDP. Também não se conhecem efeitos na estrutura accionista da eléctrica nacional. O preço médio foi de três euros por acção, superior à cotação de 2,8 euros de ontem, o que garantiu uma mais-valia de 68 milhões de euros. A operação deverá ainda beneficiar, pelo menos em parte, os resultados do ano passado - que são hoje anunciados.

A companhia espanhola diz que a alienação faz parte dos desinvestimentos anunciados no plano estratégico 2008/10, que, no entanto, não referia a EDP. Porém, a venda do capital na empresa portuguesa era prevista há meses pela imprensa espanhola. Os analistas citados pela Reuters falam de um 2009 complicado para a Iberdrola, embora prevejam uma melhoria no último trimestre. Um dos desafios é a redução da dívida de quase 30 mil milhões de euros. A Iberdrola queria receitas de 3 mil milhões de euros com a venda de activos, plano que pode continuar em 2010.

Ana Suspiro, in Ionline - 24 de Fevereiro de 2010

Sem comentários: