segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Caldas da Rainha - Lagoa de Óbidos: Comissão pede demissão do presidente do INAG





Caldas da Rainha - Lagoa de Óbidos
Comissão pede demissão do presidente do INAG

.
A Comissão Cívica de Protecção das Linhas de Águas e Ambiente de Caldas da Rainha pede a demissão do presidente do Instituto da Água (INAG).

Segundo o porta-voz, Vítor Dinis, a comissão está “indignada”, decorridos que estão vários anos, em que “o INAG, na pessoa do seu presidente, Orlando Borges, assumiu vários compromissos de elaborar projectos, estudos, realização de trabalhos, observatórios e estabeleceu prazos, e, actualmente, encontra-se tudo pior que no tempo das promessas feitas, durante os últimos vinte anos”.

“Esta comissão fica estupefacta, como é que o senhor Orlando Borges tem a coragem de fazer declarações aos vários órgãos de comunicação social local, como se fosse dono e senhor da Lagoa, quando já decorreram vários anos e nada fez pela Lagoa de Óbidos. Aliás, ainda existem vestígios do péssimo impacto ambiental, que o mesmo provocou com a colocação de sacos de plástico cheios de areia, do lado sul, da Lagoa de Óbidos”, critica Vitor Dinis.

“Com esta atitude perdeu toda a credibilidade e já ninguém pode acreditar, numa pessoa que tudo o que tem feito a favor da Lagoa de Óbidos não passa de promessas”, sustenta.

A intenção de colocação de sacos de plástico cheios de areia,para protecção do emissário submarino, também mereceu críticas: “A nossa comissão recebeu um e-mail de França a solicitar a nossa colaboração, no sentido de evitar a utilização dos referidos sacos de plástico cheios de areia, uma vez que estavam a ser vitimas dessa utilização centenas de golfinhos que engoliam os referidos sacos e acabavam por dar à costa sem vida. É a forma mais fácil, ignorante e menos credível, de tentar minimizar o problema, para além do péssimo impacto ambiental”.


in Jornal das Caldas, N.º 928, Ano XVIII - 10 de Fevereiro de 2010

Sem comentários: