sábado, 21 de novembro de 2009

Plano nacional de barragens avança apesar das críticas




Plano nacional de barragens avança apesar das críticas

Orlando Borges, presidente do Instituto da Água (INAG), garante que o plano nacional de barragens vai mesmo avançar, apesar das críticas feitas num relatório encomendado pela Comissão Europeia (CE).

«Não estou minimamente preocupado com esse relatório de análise informal, que chegou em Junho», afirmou o presidente do INAG em declarações ao ‘Diário de Notícias’

Lembrando que o relatório em causa não vincula a CE, Orlando Borges adiantou que está em preparação uma resposta ao mesmo, que deverá ser entregue na próxima reunião da direcção-geral de Energia da CE, marcada para Dezembro.

Sublinhando que «ao contrário de outros países, Portugal está longe de atingir o limite do seu potencial hidroeléctrico», Borges garante ainda que o plano cumpre a directiva da água, mesmo se todas as barragens cuja construção está prevista têm um impacto negativo na qualidade da água.

Por isso, o presidente do INAG reafirma a intenção de arrancar em 2010 com as obras de construção de oito albufeiras, que se encontram já pré-adjudicadas.

Redacção, in A Bola.PT - 12 de Novembro de 2009

NOTÍCIAS RELACIONADAS

14:45 - 11-11-2009 – EDP desconhece relatório encomendado por Bruxelas para barragens


Sem comentários: