sexta-feira, 6 de março de 2009

NÃO à Barragem de Fridão

NÃO à Barragem de Fridão

Um amigo informou-me recentemente, por mail, que alguns cientistas chineses e outros da Universidade de Colombia (Estados Unidos da América), apontavam parte da responsabilidade pelo terramoto que abalou a província de Sichuan, à existência de uma barragem de proporções gigantescas, nas proximidades de uma falha sísmica.

Nunca será demais relembrar que esse terramoto semeou a morte naquela região, roubando a vida a mais de 70 mil pessoas!

A ser verdade que se tratou de um sismo induzido pelo peso das águas represadas na albufeira da Barragem de Zipingpu, esta ocorrência reveste-se de maior importância, e terá de servir de alerta, para os amarantinos, que com a construção da Barragem de Fridão, numa falha sísmica, ficarão expostos a um risco elevado de um dia qualquer, serem arrastados por uma "enxurrada" e Amarante apagada do mapa!

Neste blog e outros locais, já por várias vezes, abordei esta questão e alertei para a possibilidade da ocorrência de sismos induzidos, com a construção da Barragem de Fridão e o consequente enchimento da albufeira!

Não sendo expert no assunto, socorri-me de consultas que efectuei ao Estudo de Impacte Ambiental, que em tempos foi realizado por técnicos de renome, para efeito da construção da Barragem de Fridão. E foram eles que escreveram "preto no branco" que existiam riscos significativos de ocorrência de sismos induzidos, de consequências imprevisíveis!

Para mim, havendo uma possibilidade por muito remota que seja, de um dia podermos ser vítimas de uma tragédia como a que abalou aquela região da China, deveria ser mais do que suficiente, para que o nosso Governo abdicasse da construção da Barragem de Fridão!

E deveria ser mais do que suficiente para que os amarantinos ao invés de transformarem a construção desta barragem em mais um tema de batalha partidária, se unissem e em uníssono fossem capazes de dizer um NÃO à Barragem de Fridão, a plenos pulmões, que se ouvisse nos corredores do Poder na Capital, independentemente das cores políticas com que se pintam!

Produzir mais ou menos energia eléctrica não é de todo um caso de vida ou de morte!

Da construção da Barragem ninguém se atreverá a dizer o mesmo!

Acordem... Levantem-se e digam:

NÃO à Barragem de Fridão.

António Aires, in ForçaFridão - 11 de Fevereiro de 2009

Sem comentários: