sexta-feira, 10 de setembro de 2010

«ETAR de Amarante encerra por causa do cheiro»: Afinal não era impressão nossa

«ETAR de Amarante encerra por causa do cheiro»
Afinal não era impressão nossa


Afinal não era impressão nossa e os maus cheiros que nos atormentaram durante o verão, eram de facto reais, a acreditar nas declarações mais recentes do Ex.º Sr. Vereador do pelouro do Ambiente da CMA , que em 23 de Junho (pp) assegurava que o fenómeno não era confirmado "por alguns comerciantes com quem falou e não seria da Estação de Tratamento de Águas Residuais".
Cheirar para crer como S. Tomé .

Artur Freitas (Amarante) - 8 de Setembro de 2010
.
.
ANEXOS:
----- Original Message -----
.
From: Artur Freitas
To: secretaria da CMA
Cc: Repórter do Marão ; Águas Do Noroeste
Sent: Saturday, June 26, 2010 11:56 AM
Subject: Cheiros nauseabundos perfumam esplanadas de Amarante


Ao Ex.º Vereador do Ambiente da Câmara de Amarante:

surpreendidos com a ligeireza das vossas declarações no artigo que reproduzimos do "Repórter do Marão", reduzindo a uma situação episódica os maus cheiros que se fizeram sentir em nossa casa ao longo de significativa parte do mês de Maio, que começavam, por via de regra, ao cair da noite, prolongando-se por algumas horas, creia V.Ex.ª que só podemos penitenciar-nos de vos não haver importunado sobre a hora, convictos de que o vereador do pelouro estava informado da anomalia (como seria suposto) e certamente estaria a fazer o seu melhor para pôr cobro ao incómodo que repetidamente nos obrigava a fechar todas as portas e janelas à excepção das da frontaria da nossa casa na rua 5 de Outubro, 63-2º.
Não duvidando de que os comerciantes consultados não se houvessem apercebido da intensidade e frequência da insuportável pestilência, dado que ocorria depois do comércio encerrado, estamos totalmente disponíveis para vos receber em nossa casa para de viva voz vos inteirardes de até que ponto as vossas declarações (certamente de boa-fé) foram precipitadas, e quiçá, passardes doravante a entrar em linha de conta também com os moradores, para além dos comerciantes , sempre que se abordam as questões do Centro Histórico, como esta ou o trânsito, ou o estacionamento, assim a talhe de foice.
Entretanto se V.ª Ex.ª aceitar uma nossa colaboração mais estreita, dentro do espírito do princípio da participação, muito agradecíamos que nos facultasse um contacto telefónico por forma a alertar-vos atempadamente sobre qualquer anomalia que recaia sob a vossa alçada prevenindo assim declarações de ânimo leve e que nos deixam duplamente inconformados dada a gratuitidade com que estivemos expostos a semelhante incómodo sem que os responsáveis tenham ainda assimilado as suas falhas, por falta de comunicação ou por deficiente acção preventiva numa área que tem originado cíclicos problemas.

Com os nossos melhores cumprimentos
Artur Teófilo da Fonseca Freitas
BI nº 13272938


----- Original Message -----

From: Artur Freitas
To: vereador.carlospereira@cm-amarante.pt
Cc: secretaria da CMA
Sent: Monday, July 26, 2010 2:50 AM
Subject: Pedido de intervenção


Ao Sr. Vereador do Pelouro do Ambiente:

Aproveito para vos comunicar, (para acautelar que V.Ex.ª não volte a argumentar que ninguém vos leva a conhecimento), que no Sábado à noite, o mau cheiro da rede de saneamento era indescritível na esplanada do café Bar.
No Domingo pelas 23H00, das aberturas da rede de águas pluviais (presumimos) junto à porta de minha casa na R. 5 de Outubro, 63, provinha uma pestilência insuportável.
Com os nossos melhores cumprimentos

Artur Teófilo da Fonseca Freitas
R. 5 de Outubro, 63-2º
4600 044 Amarante
tel. 934204127


----- Original Message -----

From: Artur Freitas
To: Vereador do Ambiente
Cc: Secretária da Presidência ; Engª José Vila Real
Sent: Thursday, August 05, 2010 12:53 AM
Subject: Amarante que foi

Ex.º Sr. vereador do pelouro do Ambiente:

comungando de que Roma e Pavia se não fizeram num dia, vimos confirmar o que já deve ser do vosso conhecimento, ou seja, que da ETAR entra pelo nosso quarto pelas 00H36 de 05 de Agosto, uma pestilência insuportável, a esta hora em que estamos encofrados com as crianças em nossa casa, num autêntico forno, com a certeza de que V. Ex.ª estará desperto e a fazer o vosso melhor para nos garantir condições mínimas de qualidade de vida , cientes já de que V.ªEx.ª interiorizou que o vosso diagnóstico vertido na comunicação social foi precipitado e intolerável para quem tem que continuar a gramar a realidade.
Com os nossos votos de rápidos resultados nessa pesada herança, creia-nos com a mais alta consideração.
.
Artur Freitas

Sem comentários: