quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Rio Douro (Portugal) - Barragens: EDP pinta de amarelo barragem de Bemposta, em Mogadouro






Rio Douro (Portugal) - Barragens
EDP pinta de amarelo barragem de Bemposta, em Mogadouro



A barragem de Bemposta, em Mogadouro, está a ser pintada de amarelo-choque. A população não gostou da ideia por considerar que a cor escolhida causa um grande impacto visual na paisagem protegida do Parque do Douro Internacional. A EDP diz que a intervenção, a cargo do artista plástico Pedro Cabrita Reis, se integra num roteiro de Arte Pública a realizar em várias barragens.

in SIC Notícias - 21 de Dezembro de 2011

6 comentários:

Anónimo disse...

Ver para crer.
Luís van Zeller

Anónimo disse...

Afinal a questão é meramente cosmética.

Nuno Oliveira

Anónimo disse...

É caso para dizer ao desplante que chegou a "cosmética verde", neste caso amarelo choque, da EDP para impingir as suas barragens ao povo português
(que ainda não se apercebeu do absurdo e destruição que estas representam).
Agora a EDP vai ser comprada pelos chineses (o governo chinês é exemplar na defesa dos direitos humanos e no encontrar de um equilíbrio entre a acção
humana e o ambiente; O) ... país onde a barragem das Três Gargantas foi responsável pela submersão de cidades e monumentos milenares e pelo desalojamento de 1 milhão de pessoas...
Já que o primeiro ministro falou em emigração, será que não pode enviar
antes os senhores da EDP para a China (lá podem destruir mais à vontade) e,
já agora, ir também ele (lá encontrará certamente o modelo de trabalho - o
escravo e semi-escravo - mais em consonância com o seu programa de austeridade).
Enfim, ficam os desabafos de quem já não sabe que mais absurdos esperar
destes "iluminati".

Pedro Jorge Pereira

Anónimo disse...

Nós também queremos barragens com menos impactos, mas o que a EDP fez foi precisamente o contrário!

Nuno Quental

Anónimo disse...

De facto não me parece que o amarelo seja a cor mais indicada para pintar uma barragem a menos que seja por imposição de algum
presumivel patrocionar tipo Robilac... ou então alguma mente
brilhante que queira prepetuar desta forma o início da concretização da velha 'profecia da invasão amarela', afinal pelo
lado ocidental da Europa... 500 anos depois tinhamos que voltar a
ficar na história do Mundo!

Paulo CA

Anónimo disse...

Naturalmente. Pensei que era evidente para todos; trata-se de AUMENTAR o impacto visual; elevar a dita construção ao estatuto de uma Obra de Arte.
E quem é que é que lhe conferirá esse estatuto? neste caso não
é preciso ser por decreto-lei.
Não se preocupem, há empresas que
tratam disso, conhecidas como "Agências de Informação"; serão os Media a colocar o rótulo e quanto mais controverso melhor pois a Arte adora controvérsia e os Media também.

Parece-me muito clara a ligação entre esta iniciativa da EDP e o
problema do Tua.
Como é que uma barragem poderá interferir com a classificação de «Património Mundial» se estivermos perante uma Obra de Arte?, no fundo uma manifestação de cultura.
Só uma Unesco retrógrada poderá atentar contra a renovação da cultura de um povo; a Barragem
(rebaptizada Souto Moura) do Tua passa agora a ser uma mais valia no
Douro Vinhateiro! Um ponto de visita obrigatório, incluída numa
extraordinária rota de barragens pigmentadas, um novo circuito
turístico único do mundo...
Os anglosaxónicos chamam a isto 'smart power'!

A barragem da Bemposta é apenas um tubo de ensaio para o Tua.
As barragens deixam de se justificar pela sua função (ultrapassada ou deslocada) pelo que torna-se necessário arranjar-lhes novas singularidades para manter a farsa. E os 150 000 euros que estão gastos para pintar aquela parede davam para dar de comer a muitos pobres. Boas Festas.

António Verdelho