segunda-feira, 17 de outubro de 2011

EDP apaga comentário de cliente no Facebook




Terceiromundismos
EDP apaga comentário de cliente no Facebook


O "post" de Joana Couve Vieira e a resposta da EDP antes do comentário ser retirado da página da EDP no Facebook


Censura da empresa de eletricidade ao post no Facebook de um cliente contestatário do Plano Nacional de Barragens gera onda de comentários nas redes sociais e blogosesfera.

A blogosfera e as redes sociais acordaram hoje com uma polémica que envolve a página da EDP no Facebook.

Tudo começou quando Joana Couve Vieira colocou a frase "Eu não pedi um Plano Nacional de Barragens!" na página da EDP naquela rede social. Uma declaração que desencadeou a pronta reação da empresa energética (21 minutos depois), informando que "de acordo com o Código de Conduta da nossa página (...) somos obrigados a eliminar o seu post".

Em poucas horas, a atitude da EDP, que foi interpretada como censura, passou a dominar os comentários nas redes sociais e em alguns blogues.

EDP responde com Código de Conduta

Contactada pelo Expresso, a EDP remeteu a sua posição para uma posição oficial que, entretanto, foi colocada na página da empresa no Facebook. A nota da EDP não vai muito mais além do que "lamentar o ocorrido" e "apelar à compreensão de todos para o cumprimento dos princípios de utilização presentes do nosso Código de Conduta".

Mas também corre na blogosfera uma outra versão dos acontecimentos, segundo a qual o que terá provocado a reação da EDP terá sido um primeiro comentário de Joana Couve Vieira, segundo o qual esta terá chamado "ladrões" à empresa energética.

João Ramos (www.expresso.pt), in Expresso - 17 de Outubro de 2011

Sem comentários: