sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Tâmega - Barragem de Fridão (Amarante): Não creio...! Tenho a certeza.

Tâmega - Barragem de Fridão (Amarante)
Não creio...! Tenho a certeza

Desde há muitos anos que venho assumindo uma oposição clara à construção da Barragem de Fridão.

Não vivo na crença de que com a barragem todos os problemas de Amarante se resolverão!

Não acredito na criação de empregos estáveis e duradouros!

Não acredito que a barragem venha potenciar um desenvolvimento significativo da nossa região e muito menos do nosso concelho!

Não acredito que ela promova a fixação de população!

Não acredito que a barragem seja um factor de incremento turístico!

Nem acredito que os amarantinos sintam tal obra como sua!

Não acredito que se sintam seguros debaixo de tal paredão!

Não acredito na infalibilidade dos técnicos!

Não acredito em promessas sempre adiadas!

Não creio que a barragem seja má!
Eu tenho a certeza de que ela será má para todos nós!
E a certeza advém da análise da documentação disponível e que só não entende quem não quer entender!
Os impactes serão profundos, irreversíveis e altamente negativos a todos os níveis!

A Barragem não nos pode ser imposta, na ilusão de que ela é um imperativo nacional!
O interesse nacional tem de ser obrigatoriamente a soma dos interesses locais e nunca a vontade da capital imposta unilateralmente!

Recuso a destruição da minha terra às mãos de interesses financeiros que em nada atenuam as dificuldades da generalidade do povo português!

A nossa terra não pode continuar a abdicar daquilo a que tem direito em nome de uma solidariedade nacional de sentido único!

A qualidade de vida não se mede pelo número de KW que cada um gasta no dia-a-dia, da mesma maneira que não é medida pelo número de telemóveis e televisores que existem per capita!

António Aires, in ForçaFridão - 27 de Novembro de 2010

Sem comentários: