sábado, 25 de junho de 2011

Tâmega - Barragens: Chaves - Município contesta instalação de traçado de muito alta tensão





Tâmega - Barragens
Chaves: Município contesta instalação de traçado de muito alta tensão

O Município de Chaves está contra a instalação de uma linha de muito alta tensão que irá atravessar nove freguesias do concelho porque "gera impactos muito superiores aos do traçado inicial", avançou à Lusa fonte autárquica.

Segundo o presidente da Câmara de Chaves, João Batista, o projeto inicial era a linha de muita alta tensão abranger o limite sul do concelho, ou seja, "apenas" três freguesias.

Agora, frisou, "afeta diretamente nove freguesias traduzindo-se na ocupação de uma maior área do território".

Por isso, a câmara emitiu um parecer desfavorável ao Estudo de Impacto Ambiental (EIA) dado a "alternativa" apresentada ser "pior solução" do que o projeto inicial, pelo facto de os impactos ambientais e paisagísticos no território serem "muito maiores".

O projeto sujeito ao EIA, em fase de estudo prévio, refere-se ao eixo da Rede Nacional de Transportes (RNT) entre Carrapatelo, Fridão, Ribeira de Pena e Vila Pouca de Aguiar, a 400kv.

O traçado prevê a construção de uma linha dupla trifásica com um terno a 220kv e outro a 400.

O terno de 220kv interliga as subestações de Vila Pouca de Aguiar e Carrapatelo, através da abertura da linha Valpaços - Vila Pouca de Aguiar para a subestação do Carrapatelo.

Por seu lado, o terno de 400kv liga as subestações de Ribeira de Pena e de Fridão.

A implementação da linha de muita alta tensão tem por finalidade escoar a energia produzida pelo conjunto de centrais que integram o Plano Nacional de Barragens a construir na bacia do rio Tâmega.

Além disso, vem reforçar a estrutura da rede de 200kv de energia de Trás-os-Montes.

SYF / Lusa, in SIC Notícias - 15 de Junho de 2011

Sem comentários: