domingo, 5 de outubro de 2008

PNBEPH - «A verdade fugiu»

Programa Nacional de Barragens
"A VERDADE FUGIU"



A verdade fugiu
Não sei onde possa estar
Se do lado do rio
Se naquele governar
Aqui a olhar
Nada vou mudar
Além a gritar
Ninguém me vai calar
Energia… P'ra quê?
Mais riqueza… p'ra quem?
O poder… não é teu
O querer… não é meu

Refrão:

A paisagem não tem preço não a podes pagar
Os riscos são visíveis não os podes negar
É Interesse nacional
Ou será interesse do grande capital?
Tantos meios p'ra o conseguir
Terás mesmo das cascatas construir
Ninguém vai querer visitar
Um lugar onde não se pode respirar


A verdade fugiu
E nada decidiu
Roubaste o tempo
Procuraste o silêncio

Autora: Amália Carvalho (aluna do Colégio São Gonçalo - Amarante, 12.º 4A2)

Sem comentários: