domingo, 20 de novembro de 2011

Empresas - Dia 20 de Novembro é dia de boicote à EDP





Empresas
Dia 20 de Novembro é dia de boicote à EDP

Utilizadores pedem desligamento de equipamentos durante uma hora contra o que dizem ser «monopólio» da eléctrica

Anda a circular na Internet, entre utilizadores, um e-mail que apela a um boicote à EDP, apontado para o próximo dia 20 de Novembro.

No rol de acusações feitas pelo autor do e-mail - contra a empresa liderada por António Mexia - está não só o facto de a empresa se apresentar como um «monopólio» do sector mas também o poder que a própria eléctrica detém no país, «maior do que o do Governo de Portugal».

O apelo ao boicote surge numa altura de instauração de novas medidas de austeridade e que, argumenta o cidadão anónimo, a EDP foi capaz de contornar «em proveito próprio».

«Conseguiu (vá-se lá saber por que vias...) impedir uma medida que visava minorar os brutais aumentos da energia que se estão a verificar - e que vão, certamente, aumentar ainda mais os ditos lucros», denuncia.

Este plano (de se avançar para um boicote) já foi reencaminhado via correio electrónico a centenas de pessoas.

A ideia é que os consumidores desliguem todos os equipamentos domésticos durante 60 minutos no próximo dia 20 de Novembro, às 15h00.

No e-mail pode ainda ler-se que os utilizadores dos serviços da EDP apenas devem dar-se por satisfeitos, e deixar de repetir a acção, quando a empresa ajustar os preços «de forma a que os lucros se acertem pelo razoável, pelo socialmente justo e pelo moralmente correcto».

Pode ler em baixo, na íntegra, o conteúdo do e-mail que circula na Internet

«Vamos utilizar o nosso poder. Dia 20 de Novembro às 15.00 horas. A EDP já teme os prejuízos desta medida na escala dos vários milhões de portugueses, que estão conscientes do abuso a que estão sujeitos. Já recebi este e-mail 17 vezes nos últimos dias. Continuem a partilhar».

«A EDP mantém um nível de lucros totalmente incompatível com o estado do país e com os sacrifícios exigidos a todos nós. A EDP tem mais poder que o Governo de Portugal e conseguiu (vá-se lá saber por que vias) impedir uma medida que visava minorar os brutais aumentos da energia que se estão a verificar - e que vão, certamente, aumentar ainda mais os ditos lucros».

«A EDP mantém um monopólio (não de jure, mas de facto) uma vez que a concorrência não oferece aos consumidores domésticos (por exemplo) taxas bi-horárias».

«Proposta: no dia 20 de Novembro de 2011, às 15:00, a nível nacional, vamos, todos nós consumidores domésticos, desligar tudo durante uma hora (os nossos congeladores aguentam mais do que isso quando há uma «anomalia» na rede que nos deixa sem energia e as baterias dos nossos portáteis também)».

«Vamos repetir a acção até a EDP ter de nos pedir para parar com a coisa. Na qualidade de bons cidadão, que todos somos, pararemos mas só se os preços forem ajustados de forma a que os lucros da EDP se acertem pelo razoável, pelo socialmente justo e pelo moralmente correcto. Se gostarem da ideia, espalhem. Veremos no que dá».

Redacção SC, in Agência Financeira - 11 de Novembro de 2011

Sem comentários: